Lower Mahattan

City Hall e arredores

O City Hall Park já foi pasto para vacas. Hoje é uma área ajardinada que circunda a prefeitura ou City Hall – construída em estilo federal. No gramado, a estátua do patriota Nathan Hale, de Frederick MacMonnies, é um lembrete dos protestos dos americanos contra o domínio britânico. Para uma experiência libertadora, atravesse a rua até a ponte do Brooklyn, com as amplas passagens de madeira para pedestres e bicicletas e veja a paisagem, de norte a sul.

Mesmo que seja um estranho em Nova York, é provável que você reconheça o City Hall. É naqueles degraus que o prefeito cumprimenta heróis e dignitários e lhes confere as chaves da cidade, uma cena muito transmitida nos noticiários. 

Fonte do City Hall Park
Fonte do City Hall Park

O City Hall também foi palco de celebrações e manifestações públicas. É ali que geralmente terminam as paradas que partem do Battery Park e seguem pela Broadway sob chuvas de papel, uma tradição que começou em 1886, quando funcionários atiraram fitas de teletipo pelas janelas durante um desfile que celebrava a inauguração da Estátua da Liberdade.

Embora bem-situado no meio do City Hall Park, os arquitetos John McComb Jr. e Joseph François Mangin construíram o edifício voltado para o sul. Naquela época, em 1812, ninguém achava que a cidade se estenderia muito para o norte.

Ao entrar, veja no lobby uma cópia em bronze de uma estátua de George Washigton, feita com o modelo vivo, pelo escultor francês Jean-Antonie Houdon.

O Governor’s Room, antes usado pelo governador nas visitas à cidade, hoje é um museu que exibe a escrivaninha de George Washigton. A coleção de pinturas inclui um quadro de Washington no Dia da Evacuação, de 1783, pintado por John Trumbull, um importante pintor histórico, além de obras de John Wesley Jarvis, que retratou os heróis da Guerra de 1812, Samuel F. Morse, inventor do telégrafo, cujo retrato de Lafayette foi feito durante o retorno do marquês ao país, em 1824, e George Catlin, mais tarde conhecido por suas pinturas do Oeste e que pintou o retrato de DeWitt Clinton.

O African Burial Ground é um lugar realmente inesperado em Nova York.

É considerado o projeto arqueológico urbano mais importante dos Estados Unidos.

A nordeste do City Hall, perto de Park Row, a estátua de Horace Greeley, do artista J. Q. A. Ward, mostra o editor sentado, com um jornal sobre o joelho direito. Durante anos, Park Row foi o centro jornalístico de Manhattan. Para saber das notícias, passear e ver exposições explicativas, visite o NYC Heritage Tourism Center na extremidade do parque, entre Vesey Street e Barclay Street.

Outros locais para explorar

Ali perto, na 31 Chambers Street, fica a Surrogate’s Court ou Hall of Records. Terminado em 1911, o edifício em estilo beaux-arts é adornado com esculturas.

Philip Martiny fez os entalhes da fachada, inclusive uma fileira de prefeitos abaixo da cornija da Camber Street e os dois grupos que flanqueiam a entrada, “New York in Its infancy” e “New York in Revolutionary Times”. A torre do Municipal Building, esquina entre Centre St. e Chambers St., de 1914, é encimada pela maior estátua de Manhattan, “Civic Frame”, com 7,5 metros de altura, de Adolph Weinman.

Outras dicas na região
👉 Tweed Courthouse

Caminhe um quarteirão a oeste da Centre Street até a Elk Street e vire à direita. Dois quarteirões ao norte está o African Burial Ground, esquina entre Duane Street e Elk Street. Restos humanos desenterrados, em 1991, por trabalhadores que faziam escavações na Broadway e Duane revelaram um cemitério de 2 ha, onde 20 mil afro-americanos foram enterrados entre 1712 e 1794. A descoberta chamou a atenção para o grande número de escravos e libertos africanos do século 18. As revoltas de escravos de 1714 e 1741 foram brutalmente reprimidas, seus líderes foram executados e supostamente enterrados ali.

African Burial Ground
African Burial Ground

New York City Hall

📍 Endereço
City Hall Park, New York, NY 10007

🕐 Horários
Dias úteis das 9h às 17h
Fecha aos sábados e domingos

☎️ Telefone
+1 (212) NEW-YORK

🚇 Metrô
4, 5, 6 para Brooklyn Bridge;
R para City Hall;
2, 3 para Park Place.

🔗 Links
nyc.gov

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *